quinta-feira, 27 de abril de 2017

Depois

Teu cheiro toma conta de tudo: lençol, pele e cabelo. Escorre entre minhas pernas e seios, enfeita meus braços, brilha em meus olhos, salta de minha boca. Fui com teu cheiro à padaria, peguei o metrô, enfrentei a fila do banco. Ninguém notou ele em mim, ninguém viu as cores com que ele me pinta a alma, ninguém se embriagou como eu me embriago. Passei o dia mergulhada, transbordando teu cheiro tão íntimo do meu. Teu cheiro em meu corpo, terra molhada, encharcada de chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário