sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Abraços

Precisando de abraços, de longos e demorados abraços, de uma quantidade ilimitada deles. Precisando abraçar pessoas, cidades, causas, palavras. Abraçar o mundo, não só com os braços, mas com o corpo inteiro e além, abraçar com a alma, com a entrega pacífica dos que se deixam arrastar pelas correntezas. Preciso agora, não depois, com urgência sedenta, me mudar para o abraço dos que amo. 

Catharina Suleiman

Nenhum comentário:

Postar um comentário