quarta-feira, 3 de junho de 2015

Junho

É quase inverno e ainda ardem na alma as queimaduras do verão.

Será preciso voltar à suavidade da primavera, abrir o peito, descascar a pele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário