terça-feira, 28 de abril de 2015

Não chores a perda, nada nunca te pertenceu.  Nada é teu: roupa, teto, chão, comida, água, amor, tv, aquário, filho, lápis ... Nem o corpo que habitas a ti pertence! Nada te foi dado ou sequer emprestado. Tudo não passa de um aluguel que nem sempre é barato. Paga-se adiantado, sem seguro ou garantia, ao locador tempo implacável. Guarda, nada é teu! Por isso não chores a perda. As coisas, e são tantas as coisas que julgas possuir, apenas repousam provisoriamente em tuas mãos.

Catharina Suleiman




Nenhum comentário:

Postar um comentário