domingo, 16 de junho de 2013

Responda se puder

Ás vezes, só ás vezes, o amor dói tanto que eu preferia nunca ter amado.Mas e se não fosse naquele momento teria sido em outro? Suas mãos, seus pés suas palavras teriam me encontrado em outra noite, em outro bar? E se eu tivesse fugido ou mesmo te ignorado, haveria essa mesma névoa que agora paira sobre minha existência? Será que de qualquer maneira você teria me alcançado? Amar é benção ou acidente, destino ou distração? É possível me desfazer do que já faz parte de mim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário