sexta-feira, 21 de maio de 2010

Irmandade

Sou homem: duro pouco
e é enorme a noite.
Mas olho para cima:
as estrelas escrevem.
Sem entender compreendo:
Também sou escritura
e neste mesmo instante
alguém me soletra.


(Octavio Paz)

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Tudo que tenho

Quando nada me alimenta, sustenta ou sacia.
Quando tudo que tenho é tudo que me falta.
Quando tudo que tenho é vazio.
Quando tudo que tenho é só saudade.

sábado, 15 de maio de 2010

Transbordar é preciso

Todas minhas palavras de amor são para você. As de desejo, ternura ou amizade, nem sempre. Mas as palavras de amor são todas suas, porque só você eu amo, só por você transbordo. Transbordo pela cidade, pele e poros, entre as estrelas que parecem cair no meio da estrada, no sol tímido da quarta-feira, na tela azul do computador, enquanto foge o chão e perco o ar. Não há o que fazer com tanto amor que escorre pela calçada, embriaga, afoga, encharca meus livros e meu pão. O amor me sufoca e é preciso dia após dia transbordar. Transbordo para viver e escrever cada vez mais e mais palavras de amor para você.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Eyjafjallajokull

A nuvem preta que paira sobre minha cabeça não é tristeza.

Não sofro de tédio ou nenhuma outra pertubação.

Basta olhar no fogo dos meus olhos e saberás que sou só lava quente,

Sou pedra fumegante,

Terra em constante erupção.

Sou vulcão.