quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

São Paulo - Hora do rush


Cruza meu caminho no metrô um japonês de cara triste e sua tristeza espeta minha pele como uma coroa de espinhos. Por uma fração de segundo toda a tristeza do mundo me atinge, sou mais triste que todos os japoneses de cara triste que já passaram pelo metrô. Tenho a tristeza de milênios, afogada em ofurôs por gueixas, samurais e kamikazes. Tristeza sol nascente que me atinge e engole tudo: os carros, as luzes míopes, o cheiro de umidade que sobe do chão, o livro que tenho entre as mãos. Mas a alegria aos poucos volta a reinar encarnada na criança loira que corre por entre as prateleiras do supermercado lotado, em meio à palavras estrangeiras, executivos apressados, pacotes de macarrão e caixas de sabão em pó. A alegria me invade, invade a minha rua, a minha cara como uma cerejeira em flor.

5 comentários:

  1. tt
    Wo dono yo ni kono nihongo kanashii, soredemo, kanashii!
    Arigatai koto chikatetsu no oku, no hitobito shi te i masu!
    mau

    ResponderExcluir
  2. quis dizer, em japa, os segredos dos modos de andar na vida...

    ResponderExcluir
  3. Valeu TT
    como é bom ser agora, como é bom ser feliz ... nesse exato instante...
    você já é o presente! entendeu?
    mau

    ResponderExcluir
  4. TÂNIA TIBURCIO, POR COUCO VOCÊ ESCAPOU DE SER

    TÂNIA TAMBURRO(RSRS).

    TUDO BEM, TÂNIA?

    GOSTEI DO TEXTO, LIVRE LEVE E SOLTO.

    PARABÉNS, MESMO!!!

    ESTOU LHE CONVIDANDO PARA CONHECER MEU BLOG DE HUMOR:

    "HUMOR EM TEXTO!

    É DE GRAÇA !(RS)

    UM ABRAÇÃO CARIOCA, FELIZ NATAL E FIQUE COM DEUS!

    ResponderExcluir
  5. Texto belo! Tem algo de infância e idade adulta engajados, né? Ou foi impressão minha...!

    Falando em ambiente japonês, to fazendo origami em casa...

    Feliz 2010, abraços!

    ResponderExcluir