domingo, 23 de agosto de 2009

Desilusão amorosa


Amava todos os cães que encontrava pelas ruas.
A recíproca nem sempre era verdadeira.
Entre delírios e latidos, morreu de raiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário